Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Gostaria de uma vez mais expressar minha satisfação em receber, em Brasília, o Príncipe Herdeiro Haakon e sua delegação. Esta visita confirma a sólida natureza de nossas relações bilaterais e demonstra a amplitude e profundidade da parceria entre nossas sociedades.

Essa parceria tem-se mostrado, cada vez mais, dinâmica, diversificada e mutuamente relevante. A cooperação bilateral abrange hoje áreas como energia; meio ambiente; educação, ciência, tecnologia e inovação; aquicultura e recursos da pesca; promoção da paz e dos direitos humanos.

É de especial relevância nossa colaboração em temas de desenvolvimento sustentável. A Noruega confirmou seu apoio de primeira hora aos esforços brasileiros voltados à redução do desmatamento e se tornou o principal doador externo ao Fundo Amazônia.

Expressamos nosso reconhecimento à Noruega por ter recebido 400 estudantes do programa Ciência sem Fronteiras. Esperamos que a participação do país na segunda fase do programa, com ênfase nos estudos de pós-graduação, seja ainda mais significativa e contribua efetivamente para o aumento de projetos conjuntos de pesquisa e inovação em áreas de interesse comum.

 

Senhoras e senhores,

Não poderia deixar de mencionar o importante papel desempenhado pelas companhias e instituições de pesquisa norueguesas em setores como o de petróleo e gás e o de construção naval. O modelo de trabalho conjunto que, com o tempo, tomou forma nesses domínios de atividades poderá servir de esteio para a elaboração de estratégias de cooperação igualmente produtivas em outras dimensões de nosso relacionamento. Essa cooperação terá impactos econômicos positivos tangíveis nos estados e municípios que servem de base para essas indústrias, o que naturalmente levará ao fortalecimento da Federação brasileira.

O Brasil avalia como prioritários o reforço e a multiplicação dos laços econômicos entre nossos países. A presença norueguesa também é expressiva em outros importantes segmentos da indústria nacional, como o do alumínioi e o dos fertilizantesii, crucial para sustentação dos níveis de produtividade da pujante agricultura brasileira. Considero, assim, auspicioso que o Príncipe Haakon se faça acompanhar de numerosa delegação empresarial. É nossa expectativa que sua visita possa impulsionar os investimentos noruegueses no Brasil. 

Acredito que a segunda etapa do Programa de Investimentos em Logística enseja exatamente o tipo de oportunidade que poderá elevar nossa parceria econômico-comercial a novo patamar e concretizar, assim, importantes potencialidades de nossa relação. É importante que o empresariado norueguês venha ao Brasil e conheça, de forma detalhada e abrangente os projetos previstos no Programa.

 

Príncipe Haakon,

Gostaria de aproveitar nosso encontro hoje para convidá-lo a vir ao Brasil em 2016, por ocasião dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

Ergo um brinde à amizade entre a Noruega e o Brasil.

Saúde!

___________________________ 

i. A Hydroadquiriu em 2011 os ativos do setor de alumínio que pertenciam à Vale. Opera a Alunorte (Barcarena/PA), a mina de Paragominas, a segunda fábrica de alumínio do país – Albras, e a fábrica de extrusão Sapa em Itu/SP.

ii. A Yara é a maior empresa de fertilizantes do Brasil. Controla Adubos Trevo, Fertibras e adquiriu em 2013 a Bunge Fertilizantes do Brasil.

Fim do conteúdo da página