Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
184

O governo brasileiro condena com veemência a continuidade da ocorrência de situações de violência e intimidação, com uso desproporcional de força, contra a população civil no contexto de manifestações pacíficas em prol de reformas democráticas na Nicarágua, como aquelas mantidas em 30 de maio passado durante a “Marcha das Mães”. 

O Brasil associou-se à Declaração de Apoio ao Povo da Nicarágua, adotada em 5 de junho pela 48ª Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos, e reitera a importância do acordo firmado pelo governo nicaraguense para estabelecer o Grupo Interdisciplinar Internacional de Peritos Independentes, instância capacitada a investigar e apurar responsabilidades pela violência perpetrada contra a população civil.

O governo brasileiro insta o governo nicaraguense a criar as condições para a retomada do diálogo nacional conduzido pela Conferência Episcopal da Nicarágua. O governo brasileiro entende que não pode haver solução pacífica para o conflito sem a participação de todas as forças políticas nicaraguenses nesse processo.

Pesquisa:
Fim do conteúdo da página