Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
328

Por meio de edital publicado em 24 de setembro de 2018 no Diário Oficial da União, Seção 3, página 96, o Instituto Rio Branco (IRBr), com apoio institucional da Cátedra OMC no Brasil, sediada no Centro de Estudos do Comércio Global e Investimento da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (CCGI-EESP/FGV), instituiu o Prêmio Bruno Guerra Carneiro Leão de Monografias em Direito do Comércio Internacional, com a finalidade de estimular o interesse de estudantes e profissionais brasileiros no direito do comércio internacional, mediante a seleção e a premiação de monografias.

A iniciativa homenageia o diplomata brasileiro Bruno Guerra Carneiro Leão, falecido precocemente em 2017, que se notabilizou, em sua carreira no Itamaraty, como profundo conhecedor dos temas do Comércio Internacional, tendo atuado nas áreas afins na Secretaria de Estado e servido, entre outros postos, na Delegação junto à Organização Mundial do Comércio, em Genebra, no período de agosto de 2008 a dezembro de 2011.

Para concorrer ao prêmio, o interessado – estudante ou profissional que esteja matriculado em instituição de ensino superior ou tenha diploma de graduação ou pós-graduação expedido por instituição de ensino superior – deverá submeter a uma banca examinadora, constituída por profissionais com conhecimento especializado em direito do comércio internacional e áreas correlatas, uma monografia inédita de, no máximo, cinquenta páginas, relacionada ao tema "O Brasil e as Questões Contemporâneas do Direito do Comércio Internacional".

Os três primeiros colocados receberão certificados e terão suas monografias publicadas em meio eletrônico pela Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG). Adicionalmente, o primeiro colocado poderá ser convidado, a critério do Ministério das Relações Exteriores, para participação em visita acadêmica à Delegação do Brasil junto à Organização Mundial do Comércio e outras Organizações Econômicas em Genebra, em programa de estágio junto à Divisão de Contenciosos Comerciais do Ministério das Relações Exteriores, ou, ainda, em programa de estágio junto à Cátedra da OMC no Brasil sediada em São Paulo.

Fim do conteúdo da página