Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
420

Será realizada, às 19h30 desta quarta-feira, 19 de dezembro, no Palácio Itamaraty, cerimônia de condecoração do Quinteto Villa-Lobos e do grupo Choro Livre com a Ordem do Rio Branco. A condecoração representa o reconhecimento, pelo Ministério das Relações Exteriores, do trabalho de difusão da música brasileira no exterior realizado pelos dois conjuntos há várias décadas. A cerimônia será seguida de apresentação musical ao corpo diplomático. A apresentação será transmitida ao vivo pela Rádio MEC e gravada pela TV Brasil.

O quinteto Villa-Lobos foi fundado em 1962, com a proposta de divulgar a música de câmara brasileira. Em mais de meio século de atividade ininterrupta, o grupo vem se destacando por seu repertório variado e inovador. Na década de 1960, encomendou obras a jovens compositores que depois se tornariam consagrados, como Edino Krieger. O grupo transita com desenvoltura entre as vertentes popular e erudita, tendo gravado com artistas como Roberto Carlos, Elis Regina, Baden Powell, Edu Lobo e Nara Leão, entre outros. O fundador do grupo, Airton Barbosa, foi o primeiro a usar o fagote no samba, gravando com Cartola e Paulinho da Viola. O quinteto Villa-Lobos realizou exitosas turnês no Brasil e no exterior. Em 2001 e 2009, o quinteto foi agraciado com o prêmio Carlos Gomes, como melhor grupo de Câmara Nacional, entre diversas outras distinções.  É formado, atualmente, por Rubem Schuenck, flauta; Luis Carlos Justi, oboé; Paulo Sergio Santos, clarineta; Philip Doyle, trompa; e Aloysio Fagerlande, fagote.

Nascido no Clube do Choro de Brasília, o regional Choro Livre faz uma leitura contemporânea dos clássicos do Choro, complementando o repertório com novos autores e composições próprias. O conjunto já dividiu palco com grandes nomes da MPB, como Nelson Cavaquinho, Clementina de Jesus, Moraes Moreira, Armandinho, Abel Ferreira, Raul de Barros, Dona Ivone de Lara, Waldir Azevedo, Paulinho da Viola, Hermeto Paschoal e Sivuca, entre muitos outros. O Choro Livre já excursionou por diversos países, provocando reações entusiasmadas do público e da crítica, que costuma destacar o virtuosismo de seus integrantes. Em 2018 o grupo realizou turnê pela Europa e pelo Oriente Médio, com repertório de clássicos da MPB. O grupo é formado por Reco do Bandolim (bandolim), Henrique Neto (violão 7 cordas), George Costa (violão 6 cordas), Marcio Marinho (cavaquinho) e Valério Xavier (pandeiro).

 

 

 

Pesquisa:
Fim do conteúdo da página