Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
81

Os governos do Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai e Peru, membros do Foro para o Progresso e Integração da América do Sul (PROSUL), expressam sua preocupação com o atraso na conclusão das eleições gerais e regionais na República Cooperativa da Guiana, realizadas em 2 de março passado, situação que ameaça a estabilidade desse país e atenta contra os princípios democráticos.

Destacam que uma das diretrizes fundamentais do PROSUL é a observância da democracia, do Estado de Direito e das respectivas ordens constitucionais, e a promoção, proteção, respeito e garantia das liberdades fundamentais.

Apelam às forças políticas da Guiana que respeitem a vontade popular e declarem os resultados finais logo que possível, com base na recontagem de votos observada e certificada à época pela Missão da CARICOM, apoiada pela Organização dos Estados Americanos (OEA) e pela União Europeia (UE), e valorizam o acompanhamento realizado pela OEA da situação na Guiana.

 

Fim do conteúdo da página