Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

 

Sou um pesquisador na área das relações exteriores do Brasil e gostaria de ter acesso à documentação histórica do Itamaraty. Como faço?

Sou um jornalista e gostaria de obter informações do Itamaraty para uma reportagem. Como faço?

Sou um artista e gostaria de levar meu trabalho ao público do exterior. Como devo fazer?

Sou afrodescendente e quero ser diplomata. Tenho algum apoio?

Sou um empresário brasileiro e gostaria de exportar meus produtos ou serviços. O Itamaraty pode me ajudar com isso?

Sou um acadêmico brasileiro e gostaria de obter uma bolsa para estudar no exterior. O que devo fazer?

Sou um estudante estrangeiro e gostaria de obter uma bolsa para estudar no Brasil. Como faço?

Como faço para visitar uma Embaixada brasileira no exterior? Em locais turísticos, como cidadão brasileiro, posso usar as dependências da Embaixada (telefones e banheiros, por exemplo)?

Sou estrangeiro e quero morar legalmente no Brasil. O que devo fazer?

Gostaria de obter mais informações sobre as relações econômicas e políticas do Brasil com os demais países, assim como sobre a atuação brasileira em organizações multilaterais (como ONU, Mercosul, OMC). Como faço?


1. Sou um pesquisador na área das relações exteriores do Brasil e gostaria de ter acesso à documentação histórica do Itamaraty. Como faço?

O Arquivo do Itamaraty se subdivide em Histórico (de 1808 a 1959), situado no Rio de Janeiro e em Central (de 1960 à atualidade), situado em Brasília. Ambos recebem pesquisadores e estudiosos mediante contato por email (Arquivo Histórico: arquivo.ererio@itamaraty.gov.br; Arquivo Central: pesquisa.cdo@itamaraty.gov.br). A pesquisa é presencial e sujeita a agendamento, nos termos da Lei de Acesso à Informação.

2. Sou um jornalista e gostaria de obter informações do Itamaraty para uma reportagem. Como faço?

O Itamaraty possui uma Assessoria de Imprensa, que pode ser contatada através dos números (61) 2030-8006, (61) 2030-8007, (61) 2030-6160 e do email imprensa@itamaraty.gov.br.

3. Sou um artista e gostaria de levar meu trabalho ao público do exterior. Como devo fazer?

As Embaixadas e Consulados do Brasil propõem anualmente ao Ministério das Relações Exteriores em Brasília um plano de divulgação da arte e da cultura brasileiras. Sugere-se entrar em contato com o setor cultural do posto onde pretende apresentar seu trabalho artístico-cultural.

4. Sou afrodescendente e quero ser diplomata. Tenho algum apoio?

Sim. O Instituto Rio Branco, em parceria com o CNPq e com a participação da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e da Fundação Cultural Palmares, mantém, desde 2002, o Programa de Ação Afirmativa – Prêmio de Vocação para a Diplomacia, com o objetivo de proporcionar maior igualdade de oportunidades de acesso à carreira diplomática para afrodescendentes. O programa consiste na concessão, por meio de processo seletivo, de bolsas-prêmio para custear os estudos dos aspirantes à diplomacia. Mais informações podem ser obtidas no edital do Programa. Além disso, desde a edição de 2011, o CACD prevê a reserva de 10% das vagas da Primeira Fase a candidatos que se declarem afrodescendentes.

5. Sou um empresário brasileiro e gostaria de exportar meus produtos ou serviços. O Itamaraty pode me ajudar com isso?

O Departamento de Promoção Comercial divulga no portal Brasil Global Net material orientando empresários brasileiros que buscam inserir-se no mercado internacional. Há duas publicações disponíveis para download: o manual "Exportação passo a passo" é um guia sobre as diversas etapas e procedimentos do processo exportador brasileiro, incluindo informações sobre comércio internacional, legislação, câmbio, tributos, financiamento, embalagem e transporte internacional; outra publicação é a série "Como exportar", que reúne informações básicas sobre países específicos ou mercados integrados.

6. Sou um acadêmico brasileiro e gostaria de obter uma bolsa para estudar no exterior. O que devo fazer?

O Itamaraty não concede bolsas de estudo para brasileiros que desejem estudar no exterior. Para tanto, sugerimos contato com órgãos especializados, como CAPES ou CNPQ, inclusive no que diz respeito ao Programa Ciência sem Fronteiras. Observe-se, porém, que alguns governos estrangeiros concedem regularmente bolsas de estudo para as quais podem se candidatar alunos brasileiros. Maiores informações podem ser obtidas na página da Divisão de Temas Educacionais do Itamaraty.

7. Sou um estudante estrangeiro e gostaria de obter uma bolsa para estudar no Brasil. Como faço?

O Itamaraty apoia programas de bolsas de graduação e pós-graduação para estrangeiros, coordenados pelo Ministério da Educação e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Para saber se seu país está contemplado nos programas de bolsas, entre em contato com a Embaixada do Brasil em seu país. Os contatos estão disponíveis neste site, na seção "Representações".

8. Como faço para visitar uma Embaixada brasileira no exterior? Em locais turísticos, como cidadão brasileiro, posso usar as dependências da Embaixada (telefones e banheiros, por exemplo)?

É necessário contatar cada Embaixada ou Consulado, por exemplo através de suas páginas na internet, para verificar a possibilidade de realização de visita.

Uma vez que as Embaixadas e Consulados são repartições públicas, a utilização de suas dependências por visitantes não é permitida.

9. Sou estrangeiro e quero morar legalmente no Brasil. O que devo fazer?

A situação jurídica do estrangeiro no Brasil é regida pela Lei 6.815, conhecida como Estatuto do Estrangeiro.

A estada legal no Brasil depende de diversas circunstâncias. Para maiores informações, recomendamos buscar informações na Repartição Consular brasileira mais próxima.

10. Gostaria de obter mais informações sobre as relações econômicas e políticas do Brasil com os demais países, assim como sobre a atuação brasileira em organizações multilaterais (como ONU, Mercosul, OMC). Como faço?

O site do Itamaraty possui seções específicas sobre os relacionamentos bilaterais e a participação do Brasil em órgãos multilaterais.

Pesquisa:
Fim do conteúdo da página